sábado, 13 de junho de 2009

PREGAÇÃO-A CURA DE UM CEGO



A CURA DE UM CEGO

Analisemos a leitura do Evangelho de João, Capítulo 09, Versículos de 01 a 03.
Jo9,1-Ao passar, Jesus viu um homem cego de nascença.
Algo à ser impressionante em Jesus, é o fato de ser um homem que sempre estava à caminho, passando por algum lugar, ou seja, nunca estava acomodado, parado e tb não era indiferente ,algo que infelizmente é muito comum em nossos dias ( a indiferença), por isto conseguia enxergar aqueles que estavam por onde passava.Sempre se coloca em atitude de prontidão e estava atento a todas as situações e pessoas a sua volta.
Jo9,2-Rabi, quem pecou para que ele nascesse cego, ele ou os seus pais?...
Na concepção muito difundida no mundo antigo, havia um vínculo estreito entre o pecado e as enfermidades físicas.
No caso dos enfermos de nascença, certos rabinos atribuíam a falta aos pais, outros à própria criança, no decurso da gestação.
O que podemos dizer à luz dos dias atuais, que esta concepção ainda existe aos milhares, principalmente no âmbito religioso e de fé.
O fato de estar cego neste trecho bíblico, significava que este homem ainda não tinha a fé em Jesus, era um homem incrédulo, que ainda andava nas trevas, por fim, não conhecia Jesus e nem tinha feito uma experiência pessoal com o Senhor de sua vida.
Jo9,3a-Jesus respondeu :Nem ele, nem seus pais.
Aqui está uma revelação de Deus para as nossas vidas.
Por isso, Jesus disassocia a sua cegueira aos seus pecados ou aos pecados de seus pais.
Hoje, precisamos, tomar como modelo a atitude de Jesus.
Muitas vezes, há pessoas sofrendo de enfermidades físicas ou cegueiras espirituais e ao invés de nos preocuparmos com a vida humana, com a sua restauração/recuperação/libertação ou cura, paramos no acidental(pecado) e nos esquecemos do essencial( fé/salvação), e deixamos de assumir em nossas vidas a própria missão de Jesus: curar, libertar, salvar, perdoar.
Simplesmente tomamos a atitude de condenação, procurando por culpas ou culpados e nos esquecendo da graça que é dada por Jesus, para todos aqueles que nele creiam e a partir daí com sua graça não pequem mais.
Jo9,3b:...mas é necessário que nele se manifestem as obras de Deus
Este cego de nascença, tinha uma missão revelada por Jesus: ele seria usado para a manifestação das obras de Deus.
Amados irmãos, onde abundou o pecado superabundou a graça.
Ah, de sós tivéssemos a convicção disto, seríamos instrumentos poderosíssimos nas mãos do Senhor.
O homem foi feito para a manifestação das obras de Deus.
Jesus não seria injusto, ao ponto, de deixar aquele homem cego, perdido em si mesmo.Por isto, o curou e curando todos viram a glória de Deus e não podiam contestá-la.
Há muito mais no homem do que os seus próprios pecados.Se parássemos aí seríamos blasfemadores, nos esquecendo que cada ser humano :¨É a imagem e semelhança de Deus¨.
É certo, que o homem é um paradoxo, uma mina de significados , onde há nele a presença de um mistério à ser desvendado.
A verdade parcial e unidimensional não contempla a verdade abrangente da totalidade essencial do ser humano, que possui múltiplas dimensões, é transcendente.
Ao exaltar o ser humano, não se esqueça a vulnerabilidade.
Ao apequenar o ser humano, não se esqueça a sua grandeza.
O ser humano é mais do que parece ser – há algo nele que o leva a ser mais.
Mas também e certo, que o homem é um ser inconcluído, inacabado e por isto sempre em processo de Gênese, em evolução.Aleluia!
O ser humano é:
realidade fundamental em nosso cosmo;
é universo ontológico;
deve ser visto e tratado com prioridade;
é nexo de consciência, decisão, criatividade e responsabilidade;
é gente, não mercadoria;
é projeto antropológico;
nasce iniciado, mas não concluído;
estrutura-se por escolhas livres e ações pessoais;
faz-se por si mesmo;
é chamado a superação;
é insubstituível.
Irmãos, isto é libertador!
Quantas pessoas estão cegas à nossa volta, quantas pessoas são cegas de nascença por não terem recebido ¨as águas do batismo¨e sua ¨marca indelével¨ e ainda estão nas garras de Satanás.
Vamos como Jesus, passar pela multidão e ver nelas pessoas que foram feitas para que as obras de Deus se manifestem nelas.
No Antigo Testamento, Deus era um Deus escondido, mas hoje, todo o seu poder , graça , bondade e amor se manifestam em Jesus, seu Filho amado .
Por isto, sejamos suas testemunhas até os confins da Terra!

Oremos:
Pai amado, Pai querido, em nome do teu Filho Jesus, queremos te pedir a graça da sensibilidade , para que possamos enxergar os homens como tu o vês e não segundo os nossos próprios julgamentos.
Daí-nos a graça, de também sermos curados de nossas cegueiras espirituais, para que possamos ser verdadeiros embaixadores do Evangelho de Jesus Cristo.
Amém...

E com a Bem -Aventurada Virgem Maria, ousamos dizer:
Pai, faça-se em nós a tua vontade...Eis aqui os servos do Senhor!
Aleluia!

Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo.Assim como era no princípio, agora e sempre .Amém!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário